América/RN perde e aumenta o jejum de vitórias na Série B

atleticogo-americarn-ae
(Foto: Agência Estado)

A situação do América/RN na Série B do Campeonato Brasileiro não é nada boa.  Os Rubros foram até o Serra Dourada, em Goiânia/GO, para encarar na noite desta terça-feira (16), a equipe do Atlético/GO, pela 23ª rodada e acabou sendo derrotado por 2 a 0. Se não fosse a punição imposta ao América-MG — que perdeu 21 pontos por uso de um jogador irregular. Esse resultado combinado com a vitória do Bragantino sobre o mesmo América/MG na rodada seria suficiente para empurrar o time potiguar para zona de rebaixamento. Os gols foram marcados por Jorginho e Kayke.

Com esse resultado negativo, o Mecão permanece com os 25 pontos e acaba perdendo uma posição, agora ocupando a 16ª colocação. A fase é tão ruim que o time chega à marca dos sete jogos sem vencer, sendo cinco derrotas e dois empates. Já o Dragão confirmou o bom momento que vive na competição e, não sabe o que é ser derrotado há três rodadas, sendo duas vitórias e um empate. O time goiano subiu para o décimo lugar, com 32 pontos.

A próxima rodada irá acontecer na Sexta-feira. O América tenta sua reabilitação na competição contra a Portuguesa, na Arena das Dunas, em Natal. No mesmo dia, o Atlético/GO vai visitar o vice-líder, Joinville/SC. As partidas estão para começar às 19h30

Como foi o jogo:

 Atlético/GO queria manter o bom momento na Série B e o América de Natal queria quebrar o jejum de cinco jogos sem vencer na competição. Mas, o primeiro tempo praticamente só deu o time goiano no ataque, e a defesa americana batendo cabeça e o goleiro Andrey salvando os rubros, no mínimo realizou três boas defesas. Só que em um erro coletivo, entre Andrey e a defesa, aconteceu o que já era esperado, o gol do Atlético/GO, assinalado por Jorginho. A melhor chance do Mecão, foi num chute do atacante Max que obrigou a Márcio fazer uma boa defesa. Em outra boa chance dos rubros, o atacante Rodrigo Pimpão foi derrubado perto da marca da penalidade, mas o juiz mandou seguir o lance para a revolta do treinador americano, Marcelo Martelotte.

Na segunda etapa, o América/RN melhorou sua postura de jogar e foi pra cima dos goianos. A primeira boa chegada, foi quando o atacante Rodrigo Pimpão deixou Max na cara do gol.  O atacante chutou muito forte e obrigou Márcio a fazer defesa difícil para segurar a vantagem atleticana. Logo depois, o atacante Paulinho também chegou com muito perigo. Agora tem aquele velho ditado “Quem não faz, leva”. Nos acréscimos, Kayke marcou de cabeça após falha da defesa do América-RN e fechou o placar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *